blog

Monster Walk Lisboa 2012

A primeira experiência totalmente analógica, inclusive Flash que era disparado com a mão direita, com filme Kodak TRI-X 400 e FED 3. Não posso dizer que estou satisfeito, mas muita coisa foi aprendida!

[[wysiwyg_imageupload:234:]]

FED 3!

My Russian(actually is Ukrainian) FED 3 works! ... kind off...  The shutter and aperture is working properly, the film advance mechanism is good to, but the lens is kind of soft and it needs to have the focus adjusted. But otherwise, its great fun to use, has the kind of look I was hoping for and my eye/brain light meter its working! :D

[[wysiwyg_imageupload:229:]]

Projecto de Arquitectura IV

Viver na cidade é lidar diariamente com o fragmentado e o fragmento; ordem e desordenado;
escuro e iluminado. A cidade é isto tudo, o reflexo do ser humano em sua natureza,
necessariamente, suas heterogeneidades.

O terreno também é exemplo deste facto, sendo um fragmento resultado da alteração de uma cidade
consolidada(Benfica) para abrigar equipamentos genéricos e vias de interligação, que num
contexto prático tem funcionalidade. O comércio é próspero, as pessoas divertem-se com os
jogos do estádio, o tráfego é constante e relativamente fluido e os moradores do Benfica original continuam a
ter uma vida sossegada, mesmo inseridos neste contexto moderno. Estas características heterogéneas da cidade genérica, associado a todas as vantagens e desvantagens, são o pressuposto para o projeto, citando Rem Koolhaas “Maybe their very characterlessness provide the best context for living.”.

Sendo assim, o complexo sugerido surge como um objeto de formas predominantemente
horizontais que busca não descaracterizar o vazio no qual se insere, e que recorre uma
geometria de formas caóticas ,conseguidas através da descodificação de músicas em
frequências específicas através de processing, e materialidade uniforme em concreto exposto.

Os espaços diversos espaços gerados, tanto para habitação quando para equipamentos, tem uma
descaraterização comum, evidenciada pela obliquidade das superfícies e irregularidade das áreas,
que sugerem espaços com total liberdade de habitação consoante o conforto pessoal de cada
indivíduo.

José Flávio Vieira – Lisboa 2012
"




[[wysiwyg_imageupload:172:]]Envolvente 1/500

WallPeople Lisboa 2012

Wallpeople é um projeto mundial de criação coletiva com um objetivo simples: ocupar um muro da rua e entre todos criar uma obra de arte efémera, impressionante e irrepetível.- http://www.wallpeople.org/

Como já é costume, afinal, participei de todos os murais em Lisboa, estas foram as fotos escolhidas.

[[wysiwyg_imageupload:161:]]

Algumas fotos do evento :)

[[wysiwyg_imageupload:162:]]

[[wysiwyg_imageupload:163:]]

CutCity Studio #11

Uma Hipertexto sobre a cidade fragmentada. Resultado de uma semana de trabalho e na Semana da Arquitetura 2012 pela ULHT, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

 

Alunos:
Joaquim Dias - Tatiana Romão - Adriana Semed o - Pedro Freitas Francisco Moreira - Fernanda Nunes Luísa Schuck - J. André Sousa Daniel Lopes - Admilson Tavares Flávio Filho - Ana Caetano - Ana Neixa - Sofia Laia - Levi Maria Cláudia Mendes - AndrÉ Batista Dulce Alexandre - Marta Dias - Sara Pereira - Marco Cunha - Ana Sofia Silva - Danilo Olim - Catarina Farmhouse - António Cruz

Professores:
Isabel Barbas - Pedro Ressano Garcia - José Gomes Pinto

http://cutcity11.blogspot.com/

 

 

[[wysiwyg_imageupload:100:]]

Pages